Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Analogia, Reflexão até á analíctica comportamental criativa.

Sexta-feira, 18.02.05
Por comparação a outros momentos da nossa vida vemo-nos ao encontro de pensamentos e sentimentos passados em que nos procuramos reencontrar. Nesses momentos decisivos onde nos forçamos mais uma vez a descobrirmo-nos para nos reiventarmos. Que alturas serão essas em que nos sentimos obrigados á mudança? Quando tudo o resto nos parece redundante e desnecessário á nossa constante evolução. Mas como evoluir sem partirmos das bases já estruturadas e criadas ao longo do tempo? Não vejo como seja possível sermos verdadeiros connosco próprios ao negarmos essas fundações. E por isso partimos em buscas interiores acabando por encontrar as constantes de personalidade criadora. Procuramos o início, mas sem nunca ir muito ao passado, uma vez que em outros momentos em que tudo parecia redundante já teremos encontrado algumas bases. No fundo o que se procura será uma constante evolução sendo que para isto teremos a nossa linha condutora já definida. Como personalidades criadoras existe sempre uma compulsão que foi constante e nos motiva a escrever, desenhar, tocar, ou qualquer outra forma criativa tão própria da humanidade.
De certa forma terão reparado que as linhas condutoras inicias seriam uma analíctica comportamental, uma quase forma de um comportamento, de certa maneira universalizante. Aquando do início de uma segunda nova jornada é um regressar a criações já distantes do momento presente, mas que contudo já celebram idéias desenvolvidas nessa analíctica. Para quem procurar desde o início das jornadas aqui descritas, capítulos de idéias e sentimentos de um universo muito próprio, encontra um teorização comportamental associada às necessidades, a meu ver primordiais, do homem como criador. Será por comparações e demonstrações de sentimentos, por vezes extrapolações de micro-cosmos para macro-cosmos, em esferas de existência hierarquizadas, em que a crítica procura bases de entendimento por forma a quase criar bases ideológicas de comportamentos criativos. Assim se forma a analogia na reflexão, por método comparativo de idéias e formas de criação. Procura-se em criações passadas os motivos de dependência causal entre a formúla criada e o seu criador, numa constante procura da inovação e constante evolução. Apresenta-se então na busca uma relação entre as causas que levaram até ao momento da crítica comportamental. Dessa forma encontra-se a insatisfação constante ao encontrar a redundância. E encontra-se o espírito que nos motiva a criar. Numa constante insatisfação com o encontrar da redundância, se busca então a evolução constante.
Descobrindo então nessas alturas que a insatisfação com o que existe nos motiva a inovar, criando algo que nos é próprio e reconhecível a nós mesmos. Aquilo nos é único e que contribuirá para o todo na extrapolação do nosso micro cosmos para outras esferas de existência as nossas criações. Para por em comum com aquilo que nos é semelhante e para a evolução do todo equivalente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ogle às 06:48


2 comentários

De Anónimo a 18.02.2005 às 23:06

Olhem bem para isto : http://apologo.blogs.sapo.pt/
Vão pr'ó Apólogo, meus !
Tecoteco
(http://apologo.blogs.sapo.pt/)
(mailto:teco@netcabo.pt)

De Anónimo a 18.02.2005 às 17:39

é verdade, hoje troca-se o papel branco ou de cor, por este écran que cansa a vista, e um teclado e rato que nos causam tendinites. è a tecnologia...maryjo
(http://www.pianinhodosapo.blogs.sapo.pt)
(mailto:m@sapo.pt)

Comentar post




mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2005

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728





comentários recentes

  • gala

    :)voltaste

  • caixapreta

    Eu também não fui embora, ando por ai, mas em vez ...

  • caixapreta

    As flores são uma dica para procurar um novo blog?

  • Filipa Guardado

    .... a relacionar o inrelacionavel :P ..... xxx Mt...

  • Gala

    eu venho, e venho e volto a vir mas não há textos ...

  • Guh

    Olha lá, mas tu mudaste de domínios ou andas só mu...

  • caixapreta

    Feliz Natal

  • Guh

    Eu acho, sinceramente, que tu tás todo queimadinho...

  • caixapreta

    Cheiros e sabores...por vezes é preciso até disfar...

  • Ogle

    Os recados são sempre bem vindos... Mas o que teim...