Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Segunda-feira, 22.11.04
Deixei de viver na felicidade dos outros... Deixei de ser o que os outros querem de mim... Fiquei obstinado com a minha realidade, pois só essa é válida para mim. Essa realidade não é feliz mas tem momentos de puro regojizo e por isso vale a pena. A realidade não é feliz, tem momentos dela.
Então verifiquei que morri... Morri para a felicidade pois só aí a encontratrei... Aquela que é eterna. Há uns dias tinha morrido (pensava eu) pois encontrei felicidade... Mas não foi eterna e por isso renasci um homem novo. A expectativa em que achamos ter encontrado semelhante pelas parecenças enormes que existiam. Mas não era semelhante e por isso encontrei-me na discórdia e verifiquei que a realidade não combina com essa felicidade e morri. Morri para o Mundo dos outros onde a expectativa é móbil para uma vivência sem experiência, e se eleva a glorificação que a vida merece a uma futilidade egoísta de querer-lhe pertencer sem verificar onde é que se lhe pertence.
Morri para o mundo dos outros porque eles me mataram.Morri para o mundo dos outros e para a sua felicidade pois por vezes essa é a minha infelicidade. Por isso definei-me... Matei interiormente todo o sentimento ilusório em que vale a pena ser feliz sem compreender o que é ser ou ter a felicidade.
Estar vivo, a pensar, a existir dentro da existência que me foi concedida. Não é felicidade? Seria se essa existência não se tornasse infeliz por estarmos sempre a quantificar essa felicidade pela futilidade da vivência das emoções. Futilidade da vivência sem experiência, sem apredermos nada com essas emoções e sentimentos. De que nos servem? De que servem aos outros? Sofrer por ter ou por querer ter, por não poder ter, por ser difícil de conquistar para ter, por não nos darmos conta que temos, por não mostrar aos outros que existem, pelos outros não terem dentro deles como eles acham que são segundo a sua experiência, segundo a sua vivência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ogle às 13:32





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2004

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930





comentários recentes

  • gala

    :)voltaste

  • caixapreta

    Eu também não fui embora, ando por ai, mas em vez ...

  • caixapreta

    As flores são uma dica para procurar um novo blog?

  • Filipa Guardado

    .... a relacionar o inrelacionavel :P ..... xxx Mt...

  • Gala

    eu venho, e venho e volto a vir mas não há textos ...

  • Guh

    Olha lá, mas tu mudaste de domínios ou andas só mu...

  • caixapreta

    Feliz Natal

  • Guh

    Eu acho, sinceramente, que tu tás todo queimadinho...

  • caixapreta

    Cheiros e sabores...por vezes é preciso até disfar...

  • Ogle

    Os recados são sempre bem vindos... Mas o que teim...




subscrever feeds