Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

Quarta-feira, 24.11.04
E as imagens que se formam nas nossas imaginações tornam-se criações aos nossos olhos quando fazemos algo com elas. E ao partilharmos algo das nossas imagens procuramos entregá-las ao mundo dos outros para que sejam criadas outras imagens.
E por vezes somos tiranos das nossas imagens pois acreditamos que elas são inabaláveis, estruturadas, intemporais, maiores que qualquer verdade sendo mesmo próximas de uma verdade absoluta... Absolutamente errada e hipócrita. Absolutamente oposta aquilo que nós vemos e acreditamos ser o melhor. Mas somos essas imagens. A imagem que nós criamos de nós, a que pensamos que os outros criam de nós, a que os outros criam de nós, e as que criamos para os outros.
A vida passa em imagens diante dos nossos olhos. Nas nossas mentes são construídos pensamentos formando-se imagens que nos facilitam uma visualização da concretização de um plano potencial para uma realidade mais próxima com os nossos desejos.
E as imagens desvanecem-se nas nossas mentes que estão treinadas para fugirmos de metade delas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ogle às 15:04




mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2004

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930





comentários recentes

  • gala

    :)voltaste

  • caixapreta

    Eu também não fui embora, ando por ai, mas em vez ...

  • caixapreta

    As flores são uma dica para procurar um novo blog?

  • Filipa Guardado

    .... a relacionar o inrelacionavel :P ..... xxx Mt...

  • Gala

    eu venho, e venho e volto a vir mas não há textos ...

  • Guh

    Olha lá, mas tu mudaste de domínios ou andas só mu...

  • caixapreta

    Feliz Natal

  • Guh

    Eu acho, sinceramente, que tu tás todo queimadinho...

  • caixapreta

    Cheiros e sabores...por vezes é preciso até disfar...

  • Ogle

    Os recados são sempre bem vindos... Mas o que teim...